Pós-Doutorado em Psicologia - ESJUS - Escola Superior de JustiçaESJUS – Escola Superior de Justiça



Fale Conosco - Ligação Gratuita
0800 052 8800

Pós-Doutorado em Psicologia

PRÓXIMAS TURMAS:

A DEFINIR

O curso

A Universidade Argentina J. F. Kennedy em parceria com a Escola Superior de Justiça, ESJUS, tem a honra de disponibilizar ao público brasileiro o Pós-Doutorado em Psicologia, ministrado por eminentes autoridades do mundo acadêmico, na sede da UK, em Buenos Aires, Argentina. A Universidade Argentina J. F. Kennedy desenvolve desde sua fundação diferentes propostas de formação para estudos de pós-graduação: especializações, mestrados e doutorados, atualmente todos credenciados. O desenvolvimento destes estudos gerou um interesse no prosseguimento das pesquisas dentro do marco acadêmico, razão pelo que propomos este Projeto de Pós-doutorado em Psicologia.
O objetivo do Programa Pós-doutoral em Psicologia é favorecer novos desenvolvimentos acadêmicos dos formados em doutorados, tanto nacionais como estrangeiros. Nossa convocação tem entre seus principais objetivos, criar um âmbito estimulador para a pesquisa e o intercâmbio científico em prol da formação contínua.
O Programa terá uma duração máxima de um ano, com possibilidade de se estender.

Modalidade e disciplinas 

Os candidatos do Programa de Pós-doutorado em Psicologia deverão desenvolver seu trabalho de Pesquisa Pós-doutoral, sob a direção de um Professor com título doutoral.
Esse planejamento deverá incluir-se no marco de uma permanência no programa pós-doutoral.
Nessa permanência pós-doutoral os candidatos devem participar de uma semana intensiva de trabalho nos seguintes seminários:

1. Sujeito, Cultura e Sociedade = 8 horas presenciais
2. Psicologia Social e Política = 8 horas presenciais
3. Psicologia Jurídica= 8 horas presenciais
4. Psicologia Culturalista e Existencial = 8 horas presenciais
5. Desenvolvimentos em Psicanálise
6. Colóquio final = 4 horas (Declaração de temas de pesquisa)
7. Total de horas = 44 horas presenciais
O curso se desenrola através do programa intensivo de 5 jornadas e meia consecutivas, devendo cumprir-se com um planejamento de assessoria tutorial, individual e pessoal.
A declaração temática e traço específico da Pesquisa Pós-doutoral deve apresentar-se no sexto dia de trabalho, no “Colóquio final”.

Outros requisitos

1) Durante o período compreendido entre a finalização do curso e a entrega final do trabalho de pesquisa, a cada três meses, o pós-doutorando deverá apresentar uma síntese de informe sobre o avanço científico coordenado pelo diretor de tese.
2) O Planejamento de trabalho deve organizar-se com um cronograma de seis meses a um ano.
3) O trabalho de pesquisa pode ser apresentado a partir dos três meses de finalizado o curso e até um ano após (com possibilidade de extensão a ser avaliada pela secretaria da universidade).
4) O trabalho final deverá ter uma extensão mínima de 70 páginas e máxima de 140 páginas.

Conteúdos mínimos dos seminários de atualização

1 – SEMINÁRIO: “ SUJEITO-CULTURA E SOCIEDADE”

Sujeito, cultura e sociedade desde diferentes pontos de vista nas correntes psicológicas. O conceito de sujeito para diversas disciplinas, entre elas Psicologia, Psicanálise, Sociologia e Direito. Relação da Psicologia individual e a Psicologia Social. A cultura e sua função: Terceiridade simbólica. Diversidade cultural. O lugar da lei na organização sociocultural e política. A crise da ordem jurídica. Os estados de exceção e suas consequências. A legitimação do ilegítimo. O integrativismo em Psicologia. A tradição, o sujeito e a cultura. O valor dos mitos e os ritos na constituição do sujeito. O Sujeito e o Social-Triplo atravessamento: linguagem, inconsciente, ideologia. Genealogia e Filiação, seus efeitos na constituição do Sujeito e o Social. Resistência cultural: uma forma de sustentar a dignidade subjetiva. As rupturas do corpo social e suas consequências subjetivas. Abordagem das novas formas de violência e violação dos Direitos Humanos. Construção de cidadania e responsabilidade.

2 – SEMINÁRIO: PSICOLOGIA SOCIAL E POLÍTICA

Desenvolvimento histórico da Psicologia social e política. Seu desenvolvimento histórico na América Latina. A Psicologia social e política nas décadas dos 40 aos 60, dos 70 aos 90 e dos 90 ao século XXI. Aspectos metodológicos da Psicologia social. A trama teoria-prática-realidade. Formas de pesquisa. Propostas metodológicas. O quantitativo e o qualitativo. A participação direta e indireta. A análise do discurso. O método experimental: o conhecimento através da intervenção. O método correlacional: o conhecimento através da observação. Aspectos éticos da pesquisa psicossocial e política. O Construtivismo e as representações sociais. O Grupo, diversas conceitualizações. Liderança. A Representação Social como modo de processos cognitivo-emocionais individuais e grupais segundo diferentes contextos históricos. As representações sociais e sua influência nos processos educacionais. Socialização. Endoculturação. Introdução ao conceito de grupo. A importância da análise dos grupos no marco da Psicologia Social. Consequências da pertença. Papéis. Status. Normas e coesão. Toma de decisões em grupo. Correntes dinamista, interaccionista e psicanalítica. A teoria de Pichón Rivière e sua marca na América Latina e na Europa. As variáveis do status e papel nos Estados Unidos. Influência social na construção de atitudes e valores.O grupo e as normas. A opinião pública e os meios de comunicação. O integrativismo na Psicologia Social e Política. Problemáticas psico-axio-sociais atuais. Campos de aplicação da Psicologia social e política. Intervenção psicossocio-política e questões éticas Revisão de conceitualizações e reformulações. A educação para a saúde integral. O diagnóstico de situações sócio comunitárias e a construção de planejamentos estratégicos. Metodologia participativa e de inserção comunitária. Os cenários de intervenção. Prevenção e saúde pública. Políticas em saúde mental e Direitos Humanos. Marcos legislativos e institucionais. O indivíduo e a comunidade. Estilos de vida e mudança de discurso. Critérios de saúde-doença na atualidade. A promoção da saúde na sociedade atual. A prevenção, táticas atuais. Programas de saúde comunitária. Âmbitos de intervenção na sociedade globalizada: família, escola, trabalho, jurídico, comunidade. As problemáticas atuais e os efeitos na cultura: ruptura do laço social, impulsos, violência, vulnerabilidade, exclusão social, desamparo, consumo, adições, seitas urbanas, ameaças sobre o meio ambiente, precarização trabalhista, as novas subjetividades da cibercultura, o declínio da função parental, multiculturalidade, imigração, migrações. A violência como consequência de uma crise jurídica e social segundo P. David.

3 – SEMINÁRIO:” PSICOLOGIA JURÍDICA”

Conceito de sujeito desde as diferentes correntes da Psicologia e Psicologia Jurídica. O sujeito e o social. O sujeito do discurso jurídico. O sujeito do discurso da Psicologia Jurídica. Discriminação de discursos: Psicológico-Jurídico. Pedagógico- Social- Psicanalítico. O Direito e as Ciências Sociais. A interdisciplinaridade e a conformação de equipes de trabalho. Programas de trabalho. A comunicação. A linguagem. A intersubjetividade. Responsabilidade subjetiva. Imputabilidade e inimputabilidade, diferenças e convergências em diferentes discursos. Castigo e sanção, suas diferenças e convergências. Criminologia. A clínica do Direito. Prevenção do delito e justiça penal. A situação da delinquência juvenil. Situação na América Latina a respeito do Direito e a Psicologia Jurídica.

4 – PSICOLOGIA CULTURALISTA E EXISTENCIAL

Surgimento da Psicologia Existencial. Contribuições das filosofias fenomenológicas existenciais de Jean Paul Sartre, Martin Heidegger, Albert Camus, Kierkegaard, Husserl, Merleau Ponty, Martín Buber e outros. Contribuições aos fundamentos psicológicos e culturais à teoria da personalidade. A teoria da personalidade na Psicologia compreensiva de K. Jaspers. As teorias psicossociais da personalidade: Hall e Lindzey. A teoria humanista da personalidade em C. Rogers e Maslow. A teoria culturalista de K. Horney. Formação da personalidade desde o conceito de liberdade de E. Fromm. A vontade de sentido em V. Frankl. O devenir da vida. O ser humano como constante evolução e desenvolvimento. O lugar dos conceitos de movimento e processos. O Dasein e Mitsein. A Weltanschauung. O conceito de cuidado e cura. A finidade. O reconhecimento da temporalidade. O tempo como vida e o futuro como a possibilidade de existir. A liberdade. Ética e estética. O sentido da vida. As contribuições de Ludwig Binswanger , Víctor Frankl, Alejandro Jodorowsky, Rollo May, Irvin Yalom, Emmy van Deurzen, Hans Cohn e Ernesto Spinelli. Contribuições de autores da América Latina: Pablo Rispo e Susana Signorelli (Argentina), Emilio Romero (Brasil), Alberto Castro (Colômbia) Miguel Jarquín e Yaqui Andrés Martínez (México), entre outros.

5 – SEMINÁRIO: DESENVOLVIMENTOS NA PSICANÁLISE

A metapsicologia clássica, interrogação por sua vigência. Revisão de seus antecedentes. Revisão dos conceitos fundamentais. A construção da realidade psíquica e a constituição do sujeito. Diversas conceições sobre o inconsciente. Diferenciação entre “isso” e inconsciente. As teorias sobre os sonhos. Conceição do sintoma. Função da angústia. O conceito de pulsão e suas diversas classificações. Consequências teóricas e clínicas do giro de 1920. Os tabus fundamentais. A proibição do incesto e do parricídio, seu lugar na organização social. Passagem da endogamia à exogamia .Psicologia das massas e identificação. Escritos sociais. Os motivos da guerra. A construção da praxe freudiana. Revisão das contribuições de Melanie Klein e Donald Winnicott. Antecedentes: Karl Abraham e Anna Freud. Teoria das relações de objeto. Contribuições da Escola Francesa. Jacques Marie Emile Lacan. Contexto histórico. Espaço de configuração psicanalítico. Jacques Lacan e o retorno a Freud. A coisa lacaniana. Antecedentes. Efeitos do significante e a letra. Preexistência da linguagem. Estruturas elementares da cultura. Conceição ternária da condição humana: natureza, sociedade e cultura. Reversão do algoritmo linguístico. O registro simbólico. Introdução do grande Outro. O eu como construção imaginária. O outro semelhante. O lugar de a. O sujeito e o Outro. O suporte corporal do sujeito. Reformulação dos quatro conceitos fundamentais da psicanálise freudiana. O conceito de gozo. Diversas contribuições clínicas. Uma nova clínica: a advenida do sujeito.

6 – COLÓQUIO FINAL

Com a participação de todos os pós-doutorandos e os professores, realizar-se-á um colóquio final, com o objeto de:
1.- debater algumas ideias principais e concluintes do curso,
2.- declarar tema e traço de pesquisa.
3.- dentro do possível, o pós-doutorando declarará seu diretor de trabalho (caso contrário, poderá fazê-lo num prazo de 30 dias). O diretor pode ser interno ou externo à Universidade Kennedy.

Coordenação acadêmica no Brasil 

Profª Drª Sara M. Alves Gouveia Bernardes

Pós-doutora em Direito pela Universidade Nacional de La Matanza, doutora em Ciências Jurídico-Sociais pela Universidade do Museu Social Argentino (2013), aprovada com nota máxima e indicação de publicação da obra. Doutoranda em Direito Civil pela Universidade de Buenos Aires. Especialista em Direito, graduada em Direito pela Universidade de Cuiabá (2003), MBA em Gestão de Negócios pela FGV (2007). Docente de graduação, especialização e mestrado em diversas instituições de ensino superior brasileiras e argentinas, em graduações, e tem atuado como orientadora de teses

doutorais; Coordenadora de graduação, Especialização e MBA; presidente e membro do Conselho Editorial de várias revistas científicas; orientadora de várias teses de doutorado já defendidas. Tem experiência em Docência do ensino superior, Educação, Psicologia, Neurociência e Direito, Autora e co-autora de livros jurídicos e de inúmeras publicações em jornais e revistas. Cofundadora e Presidente do IESLA – Instituto de Educação Latino-Americano e Diretora da ESJUS – Escola Superior de Justiça.

Público

Doutores em todas as ciências, mediante análise de currículo.

Processo de seleção

Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e anexar o currículo completo para análiseaos cuidados da Dra. Sara Bernardes, expondo a razão do seu interesse no doutorado e informando disponibilidade para entrevista, que poderá ser dispensada, excepcionalmente, à vista da documentação apresentada.

Requisitos de admissão

Para efetivação de matrícula, os candidatos aprovados no processo de seleção deverão apresentar à ESJUS os seguintes documentos:

1. Currículum vitae;
2. Carta de Intenção;
3. 2 cópias autenticadas da cédula de identidade (RG) e do CPF;
4. 2 cópias autenticadas do diploma da graduação;
5. 2 cópias de comprovante de residência;
6. 2 cópias autenticadas do histórico da graduação;
7. Cópias autenticadas de certificados ou diplomas de pós-graduação, quando for o caso;
8. 4 fotos 3×4, atuais;
9. Ficha UK devidamente preenchida;
10. 3 vias do contrato de prestação de serviços, devidamente preenchidas e assinadas.

O doutorando poderá viajar e se hospedar por conta própria, havendo, todavia, pacote especial para passagem aérea e hospedagem, em grupo, em hotéis de médio porte em Buenos Aires, cujas orientações detalhadas estão disponíveis no IESLA, o que redunda em sensível economia no custo total da viagem.

Certificação e título

Aprovando o Relatório, o Comitê Acadêmico autorizará a emissão de Certificado de pós-doutor para os que concluírem o programa com aproveitamento. A Universidade Argentina J. F. Kennedy emitirá o diploma de Pós-doutorado em Psicologia.

Esjus - Escola Superior de Justiça
Avenida Miguel Perrela, 698, 2° Piso.
Castelo – Belo Horizonte – MG – CEP: 31.330-290
Telefones: 31 2513-8800 - 0800 052 8800