Fale Conosco - Ligação Gratuita
0800 052 8800

  Contato

Mestrado em Segurança Pública

UNIVERSIDAD ARGENTINA JOHN F. KENNEDY (UK)

Nova Turma
Julho de 2013

O mestrado
O problema da segurança tem ocupado um lugar de destaque entre os temas de interesse que nos revelam a busca, por vezes estéril, de soluções. Em nossos tempos, tornou-se uma constante de gravidade suficiente e requerem-se medidas urgentes que, de forma rápida e eficaz, sirvam para controlar os inúmeros comportamentos criminosos que afetam as pessoas, organizações e empresas de todos os portes e atividades como um todo e todas as manifestações de violência, organizada ou não.

No “Índice Geral de Expectativas Econômicas”, desenvolvido pela empresa TNS Gallup e a Universidade Católica Argentina, em maio de 2010, 27% dos entrevistados consideraram a “insegurança”, como a questão que mais afeta os argentinos. Esta figura tem sido uma constante nas medições feitas durante os últimos cinco anos. Isso coloca a “insegurança” como a principal preocupação que aflige os membros da sociedade na Argentina.

Este fenômeno que denominamos insegurança não está circunscrita às fronteiras do país, mas introduzida desde outros países e promovido pelas barreiras de fronteira cada vez mais tênue; as múltiplas derivações da globalização; a crise mundial, a diferentes graus de instituições, tanto públicas que fazem o funcionamento e a credibilidade dos governos, como intermediários e privados. A estas causas temos de acrescentar a perda de valores morais e éticos, a distorção na correta administração da justiça e outras inúmeras causas que resultam no aumento da violência generalizada, com focos mais intensos que afetam, indistintamente, a ordem social dos países, a vida cotidiana da comunidade e, finalmente, o objeto e o propósito das preocupações de pensadores e governantes.

As drogas, o álcool, a atividade de organizações criminosas internacionais, as consequências da marginalização social, as migrações ilegais, emergindo do vórtice que imprimem o progresso e a tecnologia, influência decisivamente na formação, cultura e comportamento dos indivíduos, e particularmente dos jovens. A violência e o crime são, sem dúvida, um reflexo do meio e do momento em que ocorrer.

É por isso que, no meio do século passado, após um período em que as tarefas de segurança eram vistas como intrinsecamente estatais, começa a crescer silenciosamente a tendência de retorno a formas particulares de policiamento e segurança. O foco do debate sobre a segurança não é mais focada na polícia como uma manifestação de “soberania” do Estado, em regime de monopólio, para se tornar um problema considerado em termos econômicos, pressupostamente, medido a partir do ponto de vista da eficiência na prestação serviço em um quadro estratégico, de gestão que visam à maximização racional dos recursos disponíveis.

Desconsiderando o poder estatal, é conceituado a versão moderna e industrial do serviço de segurança ao modo complementário na esfera privada, para tarefas preventivas, de fiscalização e guarda da propriedade privada.

As funções relacionadas à polícia pública tradicional, principalmente de prevenção, dissuasão e a guarda, começam a ser percebidas como um produto. Os mecanismos de segurança e seus funcionários, uma fabulosa indústria consistente com as expectativas estatais de preservação da ordem.

Atualmente, no contexto do capitalismo corporativo se produz a introdução de novos interesses, cuja proteção e conservação, exigem de outras técnicas, ou pelo menos adicionar novos recursos para os tradicionalmente utilizados pelas forças do governo.

Novas formas de interferência conflituosas por meio da tecnologia de informação, bancos, espionagem industrial, bem como as renovadas manifestações que adquire a propriedade privada,traduzidos para o surgimento de centros comerciais, restaurantes e áreas residenciais fechados, fazem que a noção de ordem pública com a qual opera a polícia tradicional detenha certa neutralidade com resultado ineficiente para o empreendedor que busca proteger estas formas particulares de propriedade privada.

O mencionado anterior está intimamente ligada ao papel cada vez maior de polícia privada. Empresas de segurança privada atualmente parecem ser fonte de negócios através do qual o proprietário viabilizará seu direito dependendo do meio adequado para a proteção e preservação de seus bens e pessoa.

Portanto, o desenvolvimento deste processo adquiriu tal dimensão e importância que a exige também da Universidade formação de recursos humanos com competência suficiente para organizar e conduzir as modernas organizações de segurança na atividade pública e privada em si complexa, que assiste a um crescimento explosivo na demanda por serviços e também a crescente complexidade das atividades e meios tecnológicos a serem empregados por ela.

Esses desafios propõem a combater esta proposta.

Objetivos do Mestrado

  • Formar pesquisadores na área de segurança capazes de gerar contribuições originais neste campo dentro de um quadro de excelência acadêmica.
  • Desenvolver conhecimentos avançados no campo da segurança pública e empresarial, a criminologia e prevenção de delitos, a fim de fazer contribuições originais, ao mais alto nível da ciência e investigação.
  • Formar recursos humanos dotados de conhecimentos aplicados a questões de segurança, não só a nível global, mas os níveis regionais e sub-regionais, assim garantindo as necessidades de profissionais no âmbito empresarial, especialmente em nosso país e do Mercosul.
  • Permitir que o pessoal dos órgãos de aplicação da lei que comprovem os anos de experiências profissionais suficientes e formação em matéria de acesso a segurança pública ascender a uma formação acadêmica de alto nível em segurança empresarial. A que prevê a existência de um plano de estudos com diferencial e mais completo.

Metodologia

Programas de mestrado ficam a cargo de professores com grau máximo e formação específica em ensino universitário.

A fim de reforçar o nível acadêmico do mestrado e proporcionar uma maior diversidade de conhecimentos transmitidos serão chamados para reforçar o corpo docente, palestrantes convidados de instituições acadêmicas no exterior, especialmente nos países do Mercosul.

Para o caráter inovador da especialidade que se desenvolveu o Mestrado de Segurança pode ser chamado para auxiliar no ensino aulas para os professores com pós-graduação intermediária (pós-graduação e especialização) de renome no campo, mas ainda não chegou ao título máximo.

Em todos os casos, a Direção de trabalho de tese deve ser feito por professores com título máximo.

O Mestrado em Segurança Estratégica é parte do modo de enfrentar de “mestrado profissional”, que fornecem recursos para determinadas atividades exercidas a maior especialização.

Pela sua natureza, pelas disciplinas e assuntos que aborda é um tipo de uma formação única.

Público Alvo
Graduados com Títulos em: Direito, Licenciaturas em Segurança, Ciências Políticas, Assistência Social, Psicologia, Sociologia e Relações Internacionais, e demais áreas de graduação com duração de 04 (quatro) anos a critério do Comitê Acadêmico.

Título
Mestre em Segurança.

Modalidade Intensiva

O Mestrado tem uma carga de 540 horas divididas em quatro módulos quinzenais realizados nas férias de janeiro e julho. Ao final do curso o aluno tem três anos para desenvolver uma tese sobre tema pertinente à área de concentração escolhida – que pode ser escrita em português e espanhol, para defesa perante banca em época oportuna.

Foi estruturado pela Universidad Argentina John Kennedy atendendo pedido da ESJUS e ESLA para atender as características especiais dos alunos do Brasil e será ministrado na unidade de Pós-graduação da UK na cidade de Buenos Aires, Argentina.

Processo de seleção
Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e anexar o currículo completo para análiseaos cuidados da Dra. Sara Bernardes, expondo a razão do seu interesse no doutorado e informando disponibilidade para entrevista, que poderá ser dispensada, excepcionalmente, à vista da documentação apresentada.

Coordenação Acadêmica
A orientação no Brasil está a cargo do Promotor de Justiça Joaquim Miranda, Corregedor Geral do Sistema Penitenciário Federal. Mestre, Doutor e Pós-Doutorando em Direito.

Matrícula

Os candidatos aprovados no processo de seleção deverão apresentar à ESJUS-ESLA os seguintes documentos pessoais em fotocópias autenticadas em Cartório, junto com quatro fotografias 3×4, para efetivação da matrícula: Declaração de Aprovação no Processo de Seleção, emitida pela ESJUS-ESLA; diploma do curso de graduação; Histórico Escolar; Cédula de identidade ou passaporte e Cartão de inscrição no CPF.

O mestrando poderá viajar e se hospedar por conta própria, havendo, todavia, pacote especial para passagem aérea e hospedagem em grupo em hotéis de médio porte em Buenos Aires. As orientações detalhadas estão disponíveis através de nosso Departamento Doctor Travel, o que redunda em sensível economia no custo total da viagem.

Investimento
Contate a ESJUS-ESLA.

Plano de Estudo

DISTRIBUÇÃO DA CARGA HORÁRIA DA GRADE CURRICULAR

DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TOTAL
(HORAS)
PRIMEIRO ANO
PRIMEIRO SEMESTRE
Teoría de la Seguridad 36
Derecho Penal y Procesal Penal 32
Psicología jurídica 32
Deontología Profesional y Derechos Humanos 30
Seguridad Internacional 30
SEGUNDO SEMESTRE
Equipos de Seguridad y Vigilancia 46
Criminología 40
Investigación Científica del Delito 42
Legislación de seguridad pública 42
Manejo de Catástrofes Humanitarias 30
CARGA HORARIA TOTAL 1º ANO 360
SEGUNDO ANO
PRIMEIRO SEMESTRE
Inteligencia Competitiva y de la Innovación Tecnológica 36
Prevención y lucha contra el fuego 30
Seguridad Ambiental 30
Administración y Legislación de Agencias de Seguridad 34
Investigación del Crimen Organizado 30
SEGUNDO SEMESTRE
Seguridad aplicada a los servicios informáticos 42
Seguridad Financiera 42
Seguridad y Medicina Legal 42
Metodología de la Investigación 46
Planeamiento de la Seguridad 30
CARGA HORARIA TOTAL 2º ANO 360
TOTAL DE HORAS TEÓRICAS 720
SEMINÁRIOS DE ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA TESIS 250
TOTAL DE HORAS DO MESTRADO 970

Quer saber mais?

Contate a ESJUS-ESLA. Clique aqui.

Esjus - Escola Superior de Justiça
Avenida Tancredo Neves 5145, 2° Piso - Castelo
Belo Horizonte - MG - 31.330-430
Telefones: 31 2513-8800 - 0800 052 8800